O novo executivo de marketing

O ambiente de marketing em acelerada transformação tem imposto demandas ainda maiores ao executivo de marketing. Uma pesquisa bastante divulgada revelou que o tempo médio em que um diretor de marketing (CMO) mantém-se no exercício do cargo nas empresas norte-americanas é de aproximadamente 28 meses, bem abaixo do tempo médio dos CEOs (54 meses) ou de outras posições de nível “C”. Continuar lendo O novo executivo de marketing

Restaurante Fellini – Gestão com pessoas

Este case descreve o processo de gestão de pessoas do Restaurante Fellini. Um empreendimento familiar com prêmios da área de gestão de pessoas e atendimento ao cliente. Suas principais políticas de gestão de pessoas são apresentadas assim como o impacto na percepção de qualidade do restaurante. Ao final, os desafios são abordados no que diz respeito ao futuro de uma empresa familiar. Continuar lendo Restaurante Fellini – Gestão com pessoas

A transformação do RH pela Inteligência Artificial

No atual ecossistema de negócios, a Inteligência Artificial (ou A.I. do inglês artificial intelligence) está transformando a área dos Recursos Humanos. Houve um influxo de ferramentas de RH no que diz respeito à aplicação de aprendizagem de máquinas e inteligência artificial para resolver problemas de pessoas no local de trabalho. Na verdade, as organizações que são rápidas para aceitar e se adaptarem a mudanças contínuas e estão focadas na descentralização, utilizando a tecnologia de forma otimista, são aqueles que são as mais propensas a ganhar.

Continuar lendo A transformação do RH pela Inteligência Artificial

Empresas? Não. Mestres em Talento

“Master of the universe” foi uma expressão que ficou famosa por seu aspecto mais sombrio. Utilizada no final dos anos 1987 pelo escritor norte-americano Tom Wolfe no livro “A Fogueira das Vaidades”, Senhor do universo descrevia os ambiciosos, inescrupulosos e egocêntricos homens de negócios de Wall Street e teve particular repercussão – e ressonância – na década de 1980.

Talent master, expressão do consultor e coach de CEOs Ram Charan, “pai” da execução, não tem nada que ver com Tom Wolfe (felizmente), apesar de “talento” e “ego” serem conceitos que se sobrepõem na percepção de alguns. Para Charan, “mestre em talento“, ou “senhora do talento“, é a empresa que já compreendeu o único diferencial competitivo verdadeiramente possível nos negócios: profissionais talentosos.

Continuar lendo Empresas? Não. Mestres em Talento